Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

planejar viagem
Lazer 13 de abril de 2022

Guia completo para planejar uma viagem inesquecível

Conhecer novos lugares é uma das experiências mais enriquecedoras da nossa vida. Afinal, além de ser muito divertida e ajudar a desacelerar a mente, uma viagem nos coloca em contato com estilos de vida e culturas diferentes das nossas, o que proporciona um grande crescimento pessoal. Porém, planejar uma viagem inesquecível é uma tarefa trabalhosa. […]

Conhecer novos lugares é uma das experiências mais enriquecedoras da nossa vida. Afinal, além de ser muito divertida e ajudar a desacelerar a mente, uma viagem nos coloca em contato com estilos de vida e culturas diferentes das nossas, o que proporciona um grande crescimento pessoal.

Porém, planejar uma viagem inesquecível é uma tarefa trabalhosa. São muitas as coisas para pensar: desde a escolha do destino perfeito, os custos envolvidos e até os itens que não podem ficar de fora da mala.

Para ajudar, preparamos este guia completo! Continue a leitura e confira todas as dicas para viajar com tranquilidade.

Entenda por que você deve planejar uma viagem

Muita gente costuma sentir ansiedade antes de viagens, e isso é um sinal de como essa experiência é grande! Conhecer novos lugares é uma das grandes alegrias da vida. Não é à toa que está entre as opções mais comuns no período de férias.

Viajar quebra a rotina, proporciona o compartilhamento de tempo em família, nos ajuda a esquecer de problemas e de todas as obrigações do dia a dia. É aquele chacoalhão que nos faz sair do modo automático e lembrar que existe muito mais vida além do trabalho. 

Tudo isso sem contar as vantagens, como aprender novos idiomas, turbinar o currículo, desenvolver habilidades e aumentar o repertório cultural. Enfim, viajar é tudo de bom!

Porém, para que você fuja de dores de cabeça e possa só aproveitar esses aspectos positivos da experiência, um bom planejamento é fundamental! Com ele, sua viagem fica “blindada” contra os principais imprevistos que podem acontecer.

Saiba como fazer um bom planejamento de viagem

Agora sim, vamos ao que mais interessa: como planejar uma viagem inesquecível? Veja abaixo os principais pontos de atenção antes do tão sonhado embarque!

Organize-se com antecedência

É importante se planejar com antecedência, principalmente pela questão financeira. Se for uma viagem internacional, vale a pena começar suas pesquisas pelo menos um ano antes. Isso porque as passagens aéreas e as reservas de hospedagem são bem mais caras quando pegas em cima da hora.

Além disso, pode ser necessário tirar passaporte ou visto, providenciar vacinação, reservar passeios, entre outros pontos dos quais já falaremos. Então, em primeiro lugar, comece hoje mesmo a acompanhar blogs e páginas de viagens com seus destinos preferidos.

Escolha o destino

Decidiu que vai viajar e já está pesquisando sobre? Então, a primeira grande decisão da sua viagem é o lugar que você vai conhecer. Pense nos seus gostos para levantar algumas possibilidades e escolher entre elas. Quais são seus maiores interesses? Contato com a natureza ou museus e monumentos históricos? Frio ou calor?

Se vai para o exterior, também é importante considerar a conversão de moedas para ter certeza que o destino cabe no seu orçamento. Na América do Norte, na Europa e em alguns países da Ásia você acaba gastando mais devido à cotação.

Defina uma boa data

Já marcou seu destino no mapa? Então é hora de bater o martelo sobre as datas de ida e volta, pelo menos aproximadas. Afinal, se você não sabe o período em que vai viajar ou a duração da estadia, fica difícil passar para os próximos passos.

Na hora de escolher os dias, considere as estações de alta e baixa temporada. Na primeira, os destinos costumam ficar superlotados e bem mais caros, mas é quando as atrações turísticas costumam ser mais convidativas. Por exemplo, a alta temporada em locais com praia é justamente quando predomina o calor. 

Então, na baixa temporada, o destino pode não ser exatamente como você vê nos vídeos de viajantes. O que não significa que não sejam incríveis, mesmo assim! E, ainda, com a vantagem de ficarem muito mais baratos e tranquilos. Por isso, pesquise na internet sobre quando são os períodos de alta e baixa temporada no seu destino.

Calcule os custos médios da viagem

Agora que você já sabe para onde e quando vai, já dá para ter uma noção dos custos da viagem. A dica é montar uma planilha no Excel ou no Google, ou mesmo pegar papel e caneta e anotar as principais despesas desse projeto.

São elas:

  • emissão de passaporte e visto;
  • passagens aéreas;
  • translado;
  • deslocamentos no local;
  • hospedagem;
  • alimentação;
  • principais passeios;
  • compras. 

Se o seu destino for popular, você com certeza encontrará artigos na internet com os custos médios para cada um desses itens. Também existem muitas planilhas prontas de custos de viagem para download. 

Essa análise de custos é muito importante para que você se planeje financeiramente — o ideal é que você volte sem dívidas, certo? Até porque finalizar uma viagem com o orçamento em ordem é o segredo para começar a planejar a próxima aventura logo em seguida. 

Compre suas passagens

Como dito, é bom comprar passagens aéreas com bastante antecedência, principalmente para destinos internacionais. Assim, você consegue economizar e finalizar o pagamento antes do embarque, mesmo se parcelar.

Viajar de ônibus para locais próximos é mais tranquilo porque os valores não costumam variar. Então dá para deixar esse passo para depois. Porém, ainda assim, é bom comprar as passagens pelo menos algumas semanas antes para não ficar sem lugar. 

Tenha todos os documentos

Cada país tem suas exigências para passar na imigração. Então é preciso pesquisar como são as regras no seu destino. Para os Estados Unidos e o Canadá, por exemplo, há exigência de visto. Então você deve fazer o pedido no consulado desses países.

Para a América do Sul, boa parte da Europa e alguns países da África e da Ásia, basta ter um passaporte válido. É isso mesmo! Existem muitos países que não exigem visto, desde que sua viagem tenha duração menor que 90 dias.

Nesses casos, é muito mais simples: para tirar o passaporte, você só precisa estar com as obrigações eleitorais em dia e fazer um agendamento no site da Polícia Federal.

Agora, atenção: alguns países exigem comprovação de reserva em hotel, de seguro viagem e de que você tem uma determinada quantidade de dinheiro por dia de estadia. Esses pontos servem para provar à imigração que você está entrando no país somente para turismo. 

Confira se há vacinação obrigatória

Para alguns destinos, é necessário apresentar também seus comprovantes de vacinação. Com a pandemia de Covid-19, o sistema vacinal contra a doença também passou a ser exigido em muitos países, além de um comprovante de teste negativo realizado nas 72 horas antes do embarque (para o teste PCR) ou nas 24 horas anteriores (teste de antígeno).

Além disso, certos países exigem imunizações específicas, por exemplo, contra febre amarela, sarampo e malária. Nesses casos, você precisa obter o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP).

Estabeleça um roteiro

Talvez a parte mais divertida de planejar uma viagem seja criar o roteiro. É nessa hora que você começa a visualizar todas as experiências que terá no seu destino: opções de lazer, cidades para visitar, passeios, restaurantes famosos, parques, noites temáticas com festas regionais etc.

Então combine a quantidade de dias que vai passar no local com os principais programas que você deseja fazer. Também é interessante pensar na logística, organizando seu roteiro de modo a otimizar os deslocamentos entre cidades.

Nesse momento, você também deve checar se as atrações turísticas que estão no seu roteiro precisam de agendamento prévio. Muitos locais têm limite de visitação e, por isso, precisam de reserva. 

Também vale a pena planejar aproximadamente os horários de acordar e de se alimentar a cada dia, de forma a encaixar com maior precisão os passeios. Mas não precisa exagerar muito: é super legal deixar momentos para exploração livre.

Nessas ocasiões, não há nada melhor do que entrar no transporte público do seu destino e conhecer o local de forma mais espontânea, sem seguir aquelas rotas mais famosas. 

Pense na hospedagem

Com o roteiro em mãos, você já sabe a maioria das cidades e locais pelos quais vai passar. Então é hora de pensar na acomodação: escolha o hotel em que ficará, considerando a proximidade com os principais pontos a serem visitados e o que você espera de conforto e custo-benefício.

Dá para fazer uma pesquisa bem detalhada das suas opções em sites como o Trivago ou Booking — incluindo faixa de preço, proximidade de centros turísticos, comodidades do quarto, número de camas, quantidade de estrelas etc. Por eles é possível conferir comentários de outros viajantes e já deixar a reserva feita.

Se a viagem vai ser longa ou se você vai em um grupo maior de pessoas, vale muito a pena reservar um apartamento ou uma casa. Você já deve ter ouvido falar no Airbnb, não é? Por lá, você aluga acomodações de pessoas físicas por temporada e em localidades mais em conta, já que muitos dos imóveis são de bairros residenciais. 

Escolha a modalidade de transporte

Outra coisa importante é pensar nas modalidades de transporte que serão utilizadas para deslocamento no destino: existe uma boa oferta de transporte público? Você vai usar Uber ou táxi? É possível explorar as principais atrações a pé ou de bicicleta? Tudo isso impactará o seu planejamento de custos. 

Um detalhe importante: caso vá alugar um carro, verifique se no país de destino há a necessidade de habilitar sua carteira de motorista para uso no exterior. Nesse caso, é preciso tirar a Permissão Internacional para Dirigir (PID).

No site Rome2rio, você consegue pesquisar as principais formas de deslocamento entre diferentes localidades. A ferramenta de rotas do Google Maps também pode ajudar nisso.

Saiba onde se alimentar

Conhecer a gastronomia local é uma das melhores partes de uma viagem. Afinal, a culinária é muito representativa da cultura de cada estado ou país. Por isso vale a pena colocar no seu planejamento uma lista dos principais locais para desfrutar de boas refeições, incluindo restaurantes famosos e cafés tradicionais, além dos pratos típicos que você não pode perder. 

Faça um seguro viagem

Como adiantamos na dica sobre a documentação para viagem, alguns países exigem comprovante de seguro viagem. Mesmo que isso não seja obrigatório para a imigração, é muito importante ter essa segurança antes de embarcar. Em geral, os seguros cobrem soluções como:

  • assistência médica no destino;
  • rastreamento de bagagem;
  • reembolso em caso de cancelamentos;
  • urgências odontológicas.

Tenha um cartão extra

Um detalhe que pode comprometer toda a sua viagem é o acesso ao dinheiro no exterior. Para isso, você precisa de cartões habilitados para uso internacional. Faça o aviso de viagem junto ao seu banco para ter a possibilidade de saque e uso no exterior.

Além disso, é muito importante ter um cartão extra e guardá-lo em um local diferente. Assim, em caso de furto, você terá uma solução de emergência.

Habilite seu celular para uso internacional

Se você vai utilizar só Wi-Fi, não é necessário fazer nada. Porém, lembre-se de que você pode acabar em algum lugar sem essa disponibilidade. Assim, contar com dados móveis pode fazer muita diferença, além de ser uma medida de segurança — nesse caso, é preciso adquirir um chip internacional.

Tenha atenção ao clima para fazer as malas

Chegamos a um ponto em que boa parte do seu planejamento já está feito. Agora é hora de uma das tarefas mais aguardadas pelos viajantes: fazer as malas. Nesse momento, é importante ter atenção a alguns detalhes, começando pelo clima do destino.

Dê uma olhada na previsão de tempo no local a ser visitado próximo ao seu período de viagem. Se estiver frio, providencie as vestimentas adequadas — às vezes, é necessário fazer compras antes de partir para ter os itens necessários. Porém, lembre-se de sempre colocar também algumas peças da estação oposta, para caso o tempo mude.

Quando existem programas específicos no seu roteiro, como trilhas e acampamentos, também é necessário providenciar equipamentos ou vestimentas antes da viagem.

E, por fim, existem aqueles itens que não podem ficar de fora:

  • celular;
  • câmera fotográfica, caso seu celular não tenha uma boa resolução de fotos;
  • carregador;
  • adaptador universal de tomada;
  • produtos de higiene pessoal;
  • uma bolsa com alguns medicamentos e curativos, entre outros.

Na hora de arrumar suas malas, a dica é escolher peças que combinem entre si. Desse modo, você pode levar menos volume, além de ter mais praticidade durante os dias de passeio.

Outro detalhe: caso vá usar a câmera do seu celular, faça backup dos arquivos da galeria no seu computador para liberar espaço. Assim, você poderá tirar muitas fotos da viagem.

Tenha um checklist para as tarefas pré-viagem

Agora está tudo organizado! Finalize seu planejamento elaborando um checklist das tarefas que devem ser feitas nos dias anteriores ao embarque. Afinal, com toda animação e ansiedade, você pode se esquecer de algo.

Veja um exemplo:

  • checar os horários de embarque;
  • planejar o itinerário para ir ao aeroporto;
  • fazer aviso de viagem nos seus cartões de crédito e débito;
  • conferir documentos e reservas;
  • definir quem será responsável por cuidados com os pets na sua ausência;
  • fazer uma bolsa com remédios, como analgésicos e antigripais;
  • preparar bem a mala de mão;
  • recarregar o celular;
  • lavar as roupas que serão levadas;
  • preparar as malas;
  • tirar os equipamentos elétricos da tomada antes de sair de casa.

Confira as nossas dicas para não ter problemas no aeroporto

Depois de planejar sua viagem em cada detalhe, não dá para marcar bobeira justamente na hora do embarque, não é? Afinal, não há muito o que ser feito em caso de perda do avião. Então todo cuidado é pouco para não ter nenhum problema antes de embarcar para a sua grande aventura! 

Obedeça as regras para bagagem

Os aeroportos têm regras rígidas em relação à bagagem. Portanto, tenha atenção ao limite de peso na hora de comprar as passagens — a maioria das companhias aéreas permite que o passageiro leve uma bagagem de mão de até 10kg, além de uma mala de porão de 23kg a 32kg, dependendo da classe.

Além de ter cuidado com o peso dos seus volumes, fique de olho nas regras para bagagem de mão. Por exemplo, algumas companhias não permitem o embarque com desodorantes aerossóis e objetos pontiagudos, como tesouras de unha. Você encontra essas diretrizes no site da própria companhia aérea.

Identifique suas malas

Outro cuidado importante é o de identificar suas malas para evitar transtornos — já pensou chegar ao seu destino e descobrir que suas coisas não vieram? Então marque seu nome, endereço e telefone em cada volume. Além disso, vale a pena colocar uma fita colorida nas alças para reconhecer suas malas mais facilmente. 

Faça o check-in adiantado

Hoje em dia, é possível fazer o check-in adiantado pelo celular! Geralmente, em 24 horas antes do voo, você já pode fazer seu login e gerar seu cartão de embarque. Isso é ótimo para evitar filas e deixar o processo no aeroporto muito mais simples. 

Saia cedo de casa

No grande dia, planeje-se para sair cedo de casa. Os aeroportos contam com serviços para passar o tempo. Então é melhor esperar no aeroporto, com a certeza de que está tudo certo para seu embarque, do que ter algum imprevisto e muito estresse por se sentir em atraso. 

Tenha todos os documentos em mãos

Por fim, nem precisamos falar para conferir mais de uma vez sua bolsa e garantir que todos os documentos estão lá, não é? Identificação civil, passaporte, visto, comprovação monetária, certificado de vacinação obrigatória, quando necessário, e, no celular, o cartão de embarque.

Saiba como ter uma boa gestão financeira

Nem todo mundo tem a possibilidade de viajar sem se preocupar com as finanças pessoais. Para a realidade da maioria das pessoas, o planejamento de viagem precisa vir acompanhado de uma boa gestão financeira para que a aventura de férias não se transforme em dívidas impagáveis. Veja só algumas dicas para manter tudo em ordem!

Tenha um orçamento saudável

Antes de começar a planejar uma viagem, é fundamental ter o orçamento familiar em dia. Isso significa saber das entradas e saídas principais, não ter dívidas em aberto e criar uma reserva de emergência. Também é indicado que você poupe antes de viajar, para tentar acertar o máximo de coisas antes de ir.

Utilize milhas

Os programas de milhagem são excelentes para economizar. As milhas podem ser adquiridas a partir de outros voos ou pelo cartão de crédito — a cada determinado valor em gastos, você adquire pontos que podem ser convertidos em milhas e representar descontos em sua passagem aérea.

Defina tetos de gastos

Um dos pontos mais importantes para não comprometer o orçamento com a sua viagem é definir um teto para viajar gastando pouco. Se você se deixar levar pelo impulso, pode perder a mão e voltar com buracos no orçamento. Por isso, além de planejar os custos principais da viagem, não deixe de considerar um valor para gastos "livres".

Em seguida, defina qual pode ser o limite de uso financeiro em compras de roupas, lembranças, guloseimas e muito mais. A dica para se ater a esse teto de gastos é levar dinheiro vivo para seus passeios. Assim, as chances de sair do planejado diminuem.

Considere opções econômicas

Por fim, para manter as finanças em ordem e mesmo assim ter uma viagem inesquecível, é muito válido escolher opções mais econômicas. Começando pelas passagens aéreas — nos sites de busca, existe a ferramenta de alerta de preços. Basta ativá-la para receber por e-mail uma comunicação sempre que houver promoções para seu destino.

Outra dica é colocar em seu roteiro várias opções de passeios e atrações gratuitas. Além disso, viajar na baixa temporada é sempre uma boa solução, principalmente se você tem a flexibilidade de sair fora dos períodos de férias escolares, recesso e feriados.

Quanto à alimentação, procure intercalar refeições em restaurantes com opções mais baratas, como feiras e mercados. Se o seu tipo de hospedagem permitir, vale a pena cozinhar pelo menos em alguns dos dias da viagem para economizar. 

Entenda os benefícios de um bom planejamento

Diante desta leitura, você viu que há muitos aspectos envolvidos na organização de uma viagem, não é? É claro que você pode simplesmente comprar as passagens e ir sem pensar em nada, com mais espontaneidade. Porém, essa opção fica bem mais sujeita a imprevistos e, com eles, vêm o estresse e as dores de cabeça.

Entre os benefícios de um bom planejamento, estão:

  • menos riscos de intercorrências que possam atrapalhar seu lazer;
  • maiores chances de desconto e facilidade de achar preços mais em conta;
  • menor probabilidade de sair do seu controle financeiro;
  • mais opções de escolha em relação a dias e horários de voo e reservas de hospedagem;
  • garantia de lugar nas atrações e passeios com limite de visitação;

Enfim, com essas dicas, você já tem material suficiente para planejar uma viagem e aproveitar cada minuto sem preocupações. Como vimos, essa organização deve ser feita sempre com antecedência. Assim, você terá tempo suficiente para deixar tudo pronto e curtir uma experiência inesquecível. 

Gostou dessas dicas? Então acompanhe nossas redes sociais para conferir mais conteúdos! Estamos no Instagram, no Facebook e no LinkedIn!

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?