Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Mudanças 9 de setembro de 2020

Conheça as principais mudanças no corpo durante a gravidez

A gravidez é uma jornada de muitas e constantes mudanças. Para diversas mães, poucas coisas são tão surpreendentes e maravilhosas como ver o corpo se transformar enquanto se prepara para o nascimento do bebê. Algumas alterações desse percurso já são esperadas pelas grávidas. Outras, no entanto, podem chegar como surpresa. Estar ciente das mudanças faz […]

A gravidez é uma jornada de muitas e constantes mudanças. Para diversas mães, poucas coisas são tão surpreendentes e maravilhosas como ver o corpo se transformar enquanto se prepara para o nascimento do bebê. Algumas alterações desse percurso já são esperadas pelas grávidas. Outras, no entanto, podem chegar como surpresa. Estar ciente das mudanças faz a grávida sofrer menos com efeitos colaterais e evitar marcas indesejadas no pós-gravidez.


Barriga

A barriguinha de grávida costuma aparecer a partir do 3º mês de gestação, quando a região ganha uma curvatura típica. O ganho de peso ideal para as grávidas é de 8 a 12 quilos no total, ao longo dos 9 meses. Pesquisas mostram que os filhos das mulheres que ganharam peso em excesso na gestação têm mais chances de serem obesos também. A circunferência da barriga varia de acordo com o tamanho do bebê e o volume de líquido amniótico: perto do 5º mês, aumenta em torno de um centímetro por semana.


Mamas

No início da gravidez, é comum os relatos de dores nos seios. O aumento da sensibilidade e do tamanho dos seios também ocorre. O inchaço acontece por causa da quantidade de vasos sanguíneos na área (o que é bom para a produção de leite). Para evitar a flacidez, o indicado é usar sutiã com sustentação reforçada. Para preparar seus seios para a amamentação, depois da 12ª semana, esfregue-os com uma toalha, sem hidratá-los. Na fase de 8 a 12 semanas, os mamilos e a auréola se tornarão mais proeminentes e se projetarão mais – a área também pode ficar mais escura. Durante a 16ª semana, algumas mulheres começam a produzir o colostro (o leite materno precoce).


Quadris

A partir do segundo trimestre podem aparecer celulites, resultantes do aumento de retenção de líquido – drenagens linfáticas são recomendadas. Como não é permitido o uso de cremes contra celulite, vale investir em produtos específicos para grávidas, além de óleos de semente de uva e amêndoas, que ajudam a prevenir as estrias.


Pernas

O inchaço e o cansaço nas pernas ficam mais intensos a partir do segundo trimestre da gravidez, quando o bebê fica mais pesado e comprime os vasos sanguíneos. Para diminuir o desconforto, a grávida pode usar um banquinho como apoio durante o dia para manter as pernas esticadas. Ela também deve diminuir o sal e, durante a noite, colocar as pernas para cima por pelo menos uma hora. É comum surgirem varizes durante a gravidez. Para evitá-las, a mulher deve procurar não ficar sentada ou em pé por períodos prolongados e fazer exercícios regularmente. Em alguns casos, as meias de apoio podem ser recomendadas pelo seu médico.


Rosto

Melasmas, machas escuras na pele, podem surgir na face, pois durante a gravidez há aumento da produção de melanina no corpo. Acnes também podem surgir. Protetor solar é sempre indicado.


Cabelos

Depois do parto, os fios costumam cair. A gestante pode ser preparar para isso informando-se com seu médico sobre uso de complexos vitamínicos no pós-parto. Durante a gestação, no entanto, o cabelo fica mais bonito. A produção de HCG, hormônio responsável por manter a gravidez, aumenta os níveis de progesterona e, consequentemente, a oleosidade capilar. Se usar um xampu específico para esse problema, a tendência é que ele fique saudável e brilhante.


Aumento da temperatura corporal

Um aumento de 0,2˚C a 0,4˚C na temperatura corporal ocorre com as grávidas. Elas podem suar mais. Essa é a maneira de o corpo lidar com o calor extra que a placenta e o bebê estão criando para o organismo.


Corpo cansado

Você pensou que o cansaço extremo começaria quando o bebê nascesse? Fadiga ou sensação de sonolência avassaladora podem ocorrer a qualquer momento da gravidez. No primeiro trimestre, o cansaço pode ser causado por alterações hormonais, bem como pelo desenvolvimento dos órgãos do bebê. Essa fadiga geralmente desaparece durante o segundo trimestre, mas pode ocorrer novamente no terceiro.


Fontes: Revista Crescer e Nutricia

Cartão de TODOS

Redator

Cartão de TODOS e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Olá! Como podemos ajudar?