Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Sem categoria 22 de julho de 2021

Veja 5 sinais de que você está com baixa autoestima

A baixa autoestima afeta diversas pessoas e causa mais efeitos negativos do que parece. Afinal, é comum associar esse termo com a insatisfação com a própria imagem, embora o problema vá muito além da aparência. A baixa autoestima faz com que uma pessoa não enxergue as próprias qualidades, nem se sinta capaz de algumas atividades, […]

A baixa autoestima afeta diversas pessoas e causa mais efeitos negativos do que parece. Afinal, é comum associar esse termo com a insatisfação com a própria imagem, embora o problema vá muito além da aparência.

A baixa autoestima faz com que uma pessoa não enxergue as próprias qualidades, nem se sinta capaz de algumas atividades, principalmente as mais desafiadoras.

É por isso que algumas de suas consequências mais comuns são os prejuízos no desenvolvimento pessoal e profissional, perda de oportunidades, aumento da facilidade de desistir e insegurança em relacionamentos.

Será que você também apresenta baixa autoestima? Neste post, vou mostrar as suas principais causas e consequências, assim como 5 sinais. Acompanhe para saber mais!

Quais são suas principais causas?

A baixa autoestima pode ser causada por várias razões. A seguir, confira alguns dos fatores mais comuns para o surgimento dessa autopercepção.

Intimidação

Pessoas que são frequentemente intimidadas costumam apresentar maiores problemas de autoestima. Isso pode ter início na infância, com a família ou na escola, ou surgir ao longo da vida.

Indivíduos que sofreram bullying na escola, que fazem parte de uma família muito exigente ou que não tiveram pais presentes têm mais tendência a apresentar comportamentos de baixa autoestima, quando os sentimentos de rejeição e intimidação não são devidamente acompanhados. Além disso, a falta de tratamento pode gerar outros transtornos, como o de ansiedade ou depressão.

Más companhias

As pessoas com quem você anda também têm influência na sua autoaceitação. Companhias que frequentemente fazem comentários depreciativos sobre a sua aparência, conquistas ou personalidade contribuem para a queda da autoestima. Permanecer entre quem coloca você para baixo vai fazer com que os sentimentos de insatisfação continuem aparecendo.

Autocobrança

Às vezes, a baixa autoestima foi causada pela própria pessoa. Você se cobra demais para ter um bom desempenho em tudo o que faz, mas nem sempre consegue alcançar as altas expectativas criadas?

A baixa autoestima pode ser um dos motivos que abalam a sua percepção sobre si mesmo, fazendo com que ela fique negativa, na maioria das vezes. Além disso, esse problema favorece o aumento do estresse e de sentimentos negativos, interferindo ainda mais na sua vida.

O que a baixa autoestima pode provocar?

Mas qual é o problema de ter a autoestima baixa? Como visto, esse sentimento não causa apenas desgosto com a própria aparência, como traz impactos também na sua vida pessoal, profissional e social, além de afetar a saúde mental. Veja como isso acontece!

Falta de autoconfiança 

A baixa autoestima faz com que uma pessoa não se valorize de acordo com as suas principais competências e habilidades. Isso deixa a autoconfiança abalada, o que acaba interferindo na carreira, na vida estudantil e nos relacionamentos.

Timidez em excesso

Você tem medo de passar por situações de julgamento? Pessoas com baixa autoestima frequentemente apresentam esse receio, o que acaba gerando uma grande timidez, mesmo em indivíduos que são naturalmente extrovertidos.

Sensação de incapacidade

O sentimento de incapacidade está presente no seu dia a dia? Essa pode ser outra consequência da baixa autoestima. Por subestimar as suas habilidades e ter a autoconfiança abalada, a pessoa facilmente se convence de que não consegue realizar determinadas ações, sem ao menos tentar.

Como identificar a baixa autoestima com 5 sinais?

Agora que você entende o que pode causar a queda na autoestima e as consequências que ela traz na vida de um indivíduo, o que fazer para saber se você passa por esse problema?

O primeiro passo é se fazer 5 perguntas para identificar alguns dos sinais de baixa autoestima. Veja!

1. Você desiste de algo antes de começar?

Como visto, a falta de autoestima pode trazer danos à autoconfiança de uma pessoa. Desse modo, é comum que ela desista de algum plano antes mesmo de começar, por achar que vai fazer algo que vai estragar o planejamento ou que não é possível alcançar o objetivo.

Você se identifica com essa descrição? Se sim, é importante começar a se desafiar, perguntando-se o que pode não dar certo e se isso é um problema que está sob o seu controle. Além disso, é importante relativizar os erros, entendendo que eles também fazem parte da jornada de aprendizado.

2. Você costuma falar mal de si constantemente?

Como você se refere a si? Palavras negativas ou adjetivos pejorativos são frequentemente utilizados na hora de se descrever? Se isso acontece mais do que você gostaria, é outro sinal de que a sua autoestima pode não estar muito boa.

Para enfrentar isso, é interessante começar a reconhecer as suas qualidades, por mais simples que sejam. Por exemplo, você sempre se atrasa para os compromissos, mas pelo menos faz o possível para comparecer em todos? Então, apesar dos pontos negativos, ainda existem coisas boas a serem consideradas.

3. Você se preocupa demais com a opinião dos outros?

Como você lida com a opinião de outras pessoas? Se elas afetam muito o seu julgamento sobre si mesmo, pode ser mais um sinal de que a autoestima está abalada. Para isso, é importante saber que diferentes indivíduos têm também diferentes pontos de vista sobre um mesmo assunto.

Além do mais, quando você procura se conhecer melhor, vai saber se descrever, sem deixar que a opinião de outras pessoas afetem tanto a sua visão sobre si. Por isso, a melhor maneira de combater esse problema é buscar o autoconhecimento e a autoaceitação.

4. Você enxerga mais os seus defeitos que as qualidades?

Se eu pedisse para você fazer uma lista dos seus defeitos e uma outra com as suas qualidades, qual delas seria a maior? Se a primeira tiver mais itens, é outro sinal de baixa autoestima.

Por mais que seja importante considerar os seus pontos negativos para se motivar a melhorá-los, é fundamental também valorizar as suas habilidades. Desse modo, um exercício importante para aprimorar a autoestima é reforçar as suas qualidades sempre que possível.

5. Você se culpa facilmente por algo que deu errado?

A culpa também acompanha você na maioria das atividades que realiza? Esse é mais um alerta vermelho para a baixa autoestima, e é preciso tomar muito cuidado para não alimentar esse sentimento, pois é muito fácil que ele alavanque outros problemas, como a tristeza e depressão.

Além disso, é possível se responsabilizar sem ter uma autocobrança. Dessa maneira, quando algo não sair de acordo com os seus planos, tente visualizar a situação por um todo, entendendo que a culpa não é inteiramente sua.

Superar os problemas de baixa autoestima não é uma tarefa fácil. É preciso ter um empenho constante e trabalhar aos poucos para evitar a comparação com os outros, eliminar o sentimento de culpa e comemorar as próprias vitórias. Além disso, considere procurar ajuda psicológica. Assim, você consegue melhorar a visão que tem de si mesmo e reconhecer o seu valor mais facilmente.

Quer cuidar do seu bem-estar e da própria saúde sem pesar no bolso? Então, entre em contato com a equipe do Cartão de TODOS para saber como fazer isso!

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?