Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Cursos Preparatórios 8 de abril de 2021

Tolerância religiosa: 3 motivos para lutarmos por ela

Em outubro do ano passado, um homem entrou na igreja de Notre-Dame de Nice, na França, e matou três pessoas. O crime bárbaro entra na lista dos inúmeros casos de intolerância religiosa que acontecem todos os dias em todo o mundo. Mas qual motivação está por trás desses casos? Tolerar não é concordar! Primeiro, é […]

Em outubro do ano passado, um homem entrou na igreja de Notre-Dame de Nice, na França, e matou três pessoas. O crime bárbaro entra na lista dos inúmeros casos de intolerância religiosa que acontecem todos os dias em todo o mundo.

Mas qual motivação está por trás desses casos?

Tolerar não é concordar!

Primeiro, é importante que entendamos o significado de tolerar. De acordo com a definição do dicionário, o termo significa “suportar”, “aceitar” ou, ainda, “não impedir”.

Assim, entendemos que tolerar não é o mesmo que concordar. Você pode ter uma visão completamente diferente acerca de algo - aqui, no caso, estamos falando de religião, mas a palavra se aplica em diversos contextos - e, no entanto, não querer impedir o outro de manifestar sua crença ou opinião.

Então, o que move atos de intolerância, primeiramente, é a discordância. 

Eu não concordo com você, por isso preciso calar a sua voz.

Eu não concordo com você, por isso preciso me impor.

Eu não concordo com você, por isso quero que você deixe de existir…

As formas como a intolerância se manifesta

O exemplo que vimos no começo do texto é um caso extremo de intolerância religiosa, mas precisamos lembrar que ela se manifesta de várias formas.

Restringir o acesso de pessoas a um determinado espaço por conta da religião; recusar-se a prestar serviço em um determinado local ou a um determinado grupo de pessoas por conta de sua crença; xingar, ofender, agredir física ou verbalmente são alguns exemplos cotidianos de como a intolerância pode se manifestar.

E você, já foi vítima ou testemunhou algo desse tipo?

3 razões pelas quais precisamos lutar pela tolerância religiosa

  •  A religião é uma forma de entender e decifrar o mundo.

Desde a pré-história, antes mesmo que a humanidade pudesse ter desenvolvido uma organização social mais estruturada, o homem já se manifestava espiritualmente.

Isso nos mostra que a crença em entidades superiores e a prática de rituais em louvor a figuras divinas é algo intrínseco a nós e que, dificilmente, vai deixar de existir. 

  • Precisamos abrir mão da nossa necessidade de estarmos certos. 

A religião passa pelo afeto e pela fé, elementos ligados à subjetividade humana. Por essa razão, é muito difícil falarmos de uma verdade única e absoluta.

Há quem acredite em um Deus único; há quem acredite em vários deuses; há quem não acredite em nenhum deles. E quem tem razão? Todos e nenhum! São apenas visões, leituras e interpretações, sem que haja uma comprovação que demonstre estar uma delas mais correta do que a outra.

É necessário que tenhamos disposição para o diálogo, abrindo mão da necessidade de impor a nossa crença.

  • A intolerância é um dos fatores que está por trás de diversos atos de violência, tal como vimos anteriormente.

Assim, se queremos construir uma sociedade mais justa e pacífica, precisamos investir na tolerância - e aqui não somente em relação à religião!

Tolerar é um caminho para alcançar a paz!

Prepare-se para o futuro e conquiste seus objetivos. Vem com a gente!

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?