Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Sem categoria 31 de agosto de 2021

O que é ser resiliente e qual é a importância?

Resiliência é uma das palavras do momento, sobretudo no meio profissional. Mas você sabe o que é ser resiliente? Essencialmente, trata-se de ser uma pessoa flexível diante de adversidades. Isto é, nem desistir diante de desafios, nem se manter indiferente a eles, mas sim adaptar-se. Afinal, problemas existem na vida de qualquer pessoa e, muitas […]

Resiliência é uma das palavras do momento, sobretudo no meio profissional. Mas você sabe o que é ser resiliente? Essencialmente, trata-se de ser uma pessoa flexível diante de adversidades. Isto é, nem desistir diante de desafios, nem se manter indiferente a eles, mas sim adaptar-se.

Afinal, problemas existem na vida de qualquer pessoa e, muitas vezes, são inevitáveis. Por isso, é fundamental saber como lidar com isso da melhor forma, com flexibilidade para sair deles ainda melhor do que antes. E a boa notícia é que essa característica pode ser desenvolvida, sendo importante para ter crescimento pessoal e profissional.

Quer entender melhor o que é ser resiliente e como desenvolver essa qualidade? Então, continue a leitura!

O que é ser resiliente?

Como dito, a resiliência tem a ver com flexibilidade. O termo surgiu da Física, sendo originalmente usado para se referir a objetos capazes de voltar à sua forma original após serem submetidos a alguma deformação. A Psicologia adotou esse conceito para tratar da capacidade de superar dificuldades.

 Eu posso dizer que há 3 formas de lidar com adversidades:

  • a primeira é se render a elas, isto é, desistir dos seus planos quando eles são confrontados por desafios;
  • a segunda é ser totalmente inflexível aos problemas, por exemplo, quando recebemos uma crítica e nos negamos a escutá-la. Assim, não desistimos, mas também não buscamos melhorar;
  • a terceira é ser resiliente, enfrentando os problemas de frente e entendendo que eles não podem ser nem determinantes do seu sucesso ou fracasso, muito menos ignorados.

Como você vê, a resiliência tem relação com se adaptar aos problemas do que a resistir a eles. Diante desses três caminhos, o último é aquele que mais leva ao desenvolvimento pessoal.

Afinal, quando você enxerga as adversidades como uma oportunidade de crescimento, elas não geram mais medo, nem paralisação, mas sim fazem com que você use a criatividade e a flexibilidade para sair delas de modo estratégico.

Como desenvolver a resiliência?

Agora que você sabe o que é ser resiliente, veja só algumas boas maneiras de desenvolvê-la no seu dia a dia!

Defina objetivos e metas

Para começar a enxergar as adversidades como uma parte natural do caminho, é fundamental saber para onde esse caminho leva. Por isso, objetivos e metas são muito importantes. Eles ajudam a construir uma visão do futuro, que é uma das melhores inspirações para não se abalar com qualquer dificuldade.

Por isso, pegue papel e caneta e anote seus principais objetivos de curto, médio e longo prazo, tanto a respeito da vida profissional como pessoal. Essa dica contribuirá não apenas para o desenvolvimento da resiliência, mas também para uma melhor gestão emocional.

Pense positivamente

Ter emoções positivas é fundamental para ser resiliente. Isso porque, para enxergar as adversidades como uma oportunidade de crescimento, é essencial ter uma atitude otimista. Assim, sempre que começar a pensar sobre as coisas de um modo pessimista, esforce-se para encontrar um lado bom.

Um bom exemplo disso é no recebimento de críticas. Uma atitude pessimista diante de um comentário vindo de um superior, por exemplo, é pensar que você não tem reconhecimento ou competência suficiente. Por outro lado, uma atitude positiva é a de pensar que realmente é possível sempre melhorar, e esse comentário serve como estímulo para isso.

Saiba que você está em constante evolução

Uma pessoa que não é resiliente tende a acreditar que nasceu de um jeito e será assim para sempre. Ou seja, está repleta de crenças limitantes que a impedem até de tentar mudar ou lidar com as coisas de outra forma. Por isso, compreenda: todas as pessoas estão em constante evolução.

Não existe ninguém que tenha chegado a uma versão definitiva de si mesmo: todas as experiências podem nos transformar um pouco, desde que estejamos abertos a isso. Portanto, saia da sua zona de conforto e tire lições de seus próprios erros para repensar novas possibilidades de ação.

Tenha hábitos saudáveis

Por fim, mantenha hábitos saudáveis: eles são fundamentais para a saúde mental, pois favorecem a redução do estresse, o aumento da autoestima e a prevenção de problemas de saúde física e emocional. Com isso, há uma facilidade maior de desenvolver características como a resiliência.

Entre as melhores práticas para um estilo de vida saudável, estão:

  • a boa nutrição uma alimentação saudável garante os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, e isso tem consequências até ao nível mental;
  • a prática regular de exercícios físicos as atividades físicas são fundamentais para a liberação de hormônios que ajudam a combater o estresse e promover o bem-estar. Sem contar que estão entre as melhores práticas para a manutenção da saúde;
  • o sono de qualidade uma noite de insônia pode ser decisiva para que seu humor no dia seguinte leve a enxergar problemas como insuperáveis. Um bom descanso, por outro lado, ajuda a pensar com mais clareza e, assim, chegar a soluções estratégicas.

Qual é a importância da resiliência no ambiente profissional?

A resiliência é uma característica fundamental para o crescimento pessoal. Contudo, no ambiente profissional ela também é bastante valorizada por uma série de motivos, o que pode ajudar você a ser chamado para entrevistas ou a conseguir a tão sonhada promoção. Isso porque ela:

  • ajuda a ter mais autocontrole nem sempre a rotina profissional é fácil, e a resiliência ajuda a enfrentar momentos de crise ou de tensão sem que isso leve a um grande desgaste emocional;
  • facilita o trabalho em equipe a resiliência tem tudo a ver com a capacidade de se adaptar, tanto em relação às situações quanto às pessoas. Por isso, um indivíduo resiliente também costuma ter melhores relacionamentos interpessoais;
  • permite o aproveitamento de oportunidades muitas das melhores oportunidades exigem a superação de desafios. Por isso, uma pessoa resiliente tem maiores chances de chegar longe e conquistar o sucesso profissional do que aquela que prefere ficar na zona de conforto por medo das adversidades.

Conseguiu entender o que é ser resiliente? Essa é uma qualidade que exige treino. Por isso, não deixe de seguir as nossas dicas para se tornar flexível e, assim, encarar as adversidades como grandes oportunidades para ser cada vez melhor.

Gostou do assunto? Então, acompanhe o Cartão de TODOS no Instagram e no Facebook para acessar mais conteúdos como este!

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?