Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

dor na coluna
Economia 18 de janeiro de 2022

Dor na coluna: o que você precisa saber sobre isso?

Hoje vamos conversar sobre um problema que afeta homens e mulheres, inclusive os mais jovens: a dor na coluna. Se não for diagnosticada corretamente, essa dor pode ser confundida com cólica renal ou até mesmo com apendicite. Por isso, é preciso mais informação sobre o tema para saber como cuidar da saúde da coluna. Tendo […]

Hoje vamos conversar sobre um problema que afeta homens e mulheres, inclusive os mais jovens: a dor na coluna. Se não for diagnosticada corretamente, essa dor pode ser confundida com cólica renal ou até mesmo com apendicite. Por isso, é preciso mais informação sobre o tema para saber como cuidar da saúde da coluna.

Tendo isso em vista, vamos apresentar as causas da dor na coluna e os seus principais sintomas. Também explicaremos como aliviar esse desconforto para tornar a sua rotina mais tranquila e livre desse problema. Aproveite a leitura!

Afinal, por que a coluna dói?

A coluna vertebral é formada por 32 vértebras e é a estrutura responsável pela sustentação do esqueleto. Além disso, dela saem diversos feixes de nervos que são distribuídos para todo o corpo. Para que a coluna faça seus movimentos, os ossos e nervos articulam entre si. Esse é um mecanismo comum a todos os seres vertebrados.

Por falar nisso, você sabe qual é a função de um nervo? Eles servem para inervar um órgão ou uma estrutura. Ah, ficou na mesma? Então, vamos lá: inervar significa receber e enviar as mensagens que vêm do cérebro para que um determinado órgão funcione.

Porém, os nervos da coluna são finos, sensíveis e delicados. Ou seja, qualquer movimento brusco pode prejudicá-los. Além disso, algumas doenças causam a inflamação dessas estruturas. Assim, a dor na coluna surge como um alerta quando há alteração nos nervos ou nas vértebras.

Como identificar a dor na coluna?

Em vias gerais, os sintomas dos problemas de coluna variam bastante. Às vezes, a dor nem sempre surge no local da inflamação. Por isso, é importante ficar atento aos sinais que indicam que algo não vai bem. Veja quais são eles:

  • sensação de dormência nos ombros, braços, mãos ou dedos;
  • dor cervical ou dificuldade para movimentar o pescoço;
  • alterações nas funções do intestino, rim ou bexiga;
  • dor nas costas e dificuldade para respirar;
  • fraqueza somente em um dos braços;
  • formigamento nas pernas e pés;
  • incontinência urinária.

Quais são as condições que provocam dores na coluna?

Listamos algumas situações que podem comprometer o funcionamento da coluna vertebral e causar dores. Confira:

Falta de exercícios físicos

Pessoas que passam muito tempo sentadas ou estão habituadas a depender do carro para todas as atividades têm mais chances de desenvolver esse quadro. Isso acontece porque permanecer parado, sempre na mesma posição, atrapalha a irrigação sanguínea para as estruturas das costas.

Colchão ruim

Um dos fatores que mais prejudicam a coluna vertebral é dormir em colchões muito velhos ou confeccionados com materiais de qualidade ruim. Para evitar esse problema, o ideal é utilizar colchões adequados ao peso do corpo e de boa qualidade. Também é importante ficar atento ao prazo de validade do colchão.

Travesseiro inadequado

Assim como o colchão, um travesseiro inadequado também pode provocar problemas na coluna. Por isso, ele não deve ser muito alto e nem muito fino e macio demais. A orientação é optar por aqueles que se encaixam no espaço entre a cabeça e o ombro.

Má postura

O modo de sentar-se e o tipo de assento utilizado durante as atividades de rotina são as maiores causas de dores na coluna. Além disso, a má postura também provoca dores no pescoço, nas costas e nas pernas.

O hábito de olhar constantemente para baixo ao utilizar o celular força a musculatura do pescoço. Nessa condição, a sobrecarga da coluna vertebral pode levar ao comprometimento dos nervos e vértebras. Igualmente relevante é evitar usar salto com frequência, calçados com solados velhos e bolsas muito pesadas. 

Sobrepeso

Outro fator que influencia muito o surgimento desse tipo de desconforto é o sobrepeso. Por esse motivo, é necessário mudar o estilo de vida e adotar hábitos que favoreçam o emagrecimento. Vale frisar que o excesso de peso corporal não força apenas a coluna vertebral. Esse problema prejudica as articulações das pernas, dos joelhos e dos pés.

Artrose

Também conhecida por espondilose, a artrose é uma das doenças que mais afetam a coluna. Geralmente, isso acontece por influência da degeneração natural do envelhecimento. Mas a artrose também pode surgir por consequência de desgastes ósseos ligados a traumas articulares.

Hérnia de disco

A hérnia de disco também é comum no envelhecimento e está relacionada a problemas posturais e de desgaste da estrutura óssea. Essa doença compromete a movimentação dos discos intervertebrais, além de causar fortes dores e levar à incapacidade funcional.

O que pode ser feito para aliviar a dor na coluna?

Ainda que não seja um problema grave, as dores na coluna geram muito desconforto. Por isso, listamos algumas práticas para minimizar os impactos desse problema. Os mais indicados são:

  • mantenha um peso adequado;
  • pratique atividades físicas regularmente;
  • faça alongamentos para aliviar a tensão muscular.;
  • procure ficar em pé, deitado ou sentado em posições confortáveis;
  • corrija a sua postura e invista em assentos com ergonomia adequada;
  • peça para alguém massagear, levemente, o local até relaxar a musculatura;
  • melhore a qualidade do sono, pois isso influencia o bem-estar físico, emocional e interfere na capacidade de concentração;
  • cuide da saúde mental, pois o estresse e a ansiedade também provocam dor na coluna;
  • tenha cuidado com a falta ou o excesso de exercícios físicos, pois as duas condições são igualmente prejudiciais.

Quando é importante buscar ajuda profissional?

Cultivar hábitos de vida saudáveis é algo essencial para a longevidade e, principalmente, para evitar as enfermidades e dores crônicas que surgem com a idade. Por isso, invista em ações que ajudem a manter a saúde de sua coluna vertebral em dia. 

Porém, se surgirem dores de coluna muito intensas, o ideal é buscar ajuda profissional imediatamente. Faça isso caso você perceba os seguintes sintomas:

  • febre;
  • arrepios;
  • dificuldade de respirar;
  • perda de peso muito rápido;
  • problemas em se movimentar;
  • paralisia súbita de mãos e pés.

Como você percebeu, não basta apenas conhecer o que causa dor na coluna, mas é importante adotar os cuidados que possibilitam uma melhor qualidade de vida. Para isso, conheça as formas de pagamento do Cartão de TODOS e aproveite as facilidades que oferecemos para você cuidar melhor da saúde.

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?