Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

como melhorar a concentração
Saúde mental 6 de dezembro de 2021

Confira 7 dicas incríveis de como melhorar a concentração!

O mundo é repleto de estímulos e tem muitas oportunidades a serem exploradas. Embora positiva, essa realidade pode trazer problemas se você não souber priorizar tarefas na hora de cumprir os seus objetivos. Surge a dúvida: será que tem como melhorar a concentração em meio à correria diária? Como nossa disposição varia ao longo da […]

O mundo é repleto de estímulos e tem muitas oportunidades a serem exploradas. Embora positiva, essa realidade pode trazer problemas se você não souber priorizar tarefas na hora de cumprir os seus objetivos. Surge a dúvida: será que tem como melhorar a concentração em meio à correria diária?

Como nossa disposição varia ao longo da semana, não há uma única receita para obter máximo desempenho em cada atividade. Algumas práticas, no entanto, podem favorecer o foco e o ganho de produtividade. Você verá que muitas delas representam cuidados com a saúde e são fáceis de adotar.

Que tal conhecê-las? Veja agora 7 ações que considero valiosas!

1. Pratique atividades físicas

Movimentar o corpo com frequência melhora o funcionamento de diversos órgãos. Quando caminhamos ou praticamos algum esporte, a produção de endorfina é elevada. Esse hormônio otimiza a comunicação entre os neurônios e ainda promove sensações agradáveis, como alívio e relaxamento.

Ou seja, praticar atividade física gera benefício direto ao cérebro e traz bem-estar constante. São condições positivas para quem busca como melhorar a concentração em diversas atividades. Afinal, tudo flui melhor quando estamos à vontade, confortáveis e animados.

Vale reforçar que todo tipo de exercício serve para estimular o corpo e a mente. Isso quer dizer que você pode escolher suas modalidades favoritas entre treinos funcionais, musculação e esportes.

2. Não seja multitarefas

Quem nunca se desafiou a cumprir atividades de forma simultânea para lidar com uma agenda lotada? Há quem use essa tática para tentar reduzir o peso de cada compromisso, fazendo um pouco por vez e intercalando as etapas de diferentes tarefas.

O problema é que, dessa forma, você perde tempo valioso nas transições entre os trabalhos. Também aumenta a chance de ficar com aquela impressão ruim de que nada foi finalizado. Isso vai gerando desânimo e se torna um convite perfeito para a temida procrastinação.

Para mudar o cenário, evite abraçar várias coisas de uma vez. Escolha um processo para executar e só passe para o próximo quando terminar o que precisa. Por exemplo, só saia do ambiente de ensino EAD ao assistir por completo à aula que você iniciou.

3. Invista em meditação

Essa prática é aliada das pessoas que têm pensamentos rápidos e dificuldade para assimilar ideias. Em uma sociedade que exige cada vez mais esforço para cuidar das questões do trabalho, dos estudos e da vida pessoal, pode ser difícil desacelerar.

Felizmente, existem diferentes estilos de meditação para você escolher. Em uma rápida pesquisa na internet, é possível encontrar temas relacionados ao seu objetivo: como melhorar a concentração, ter proatividade, iniciativa, tomar decisões e manter o foco.

Os áudios que abordam a atenção plena são ótimas opções porque treinam a consciência para fugir das interferências assim que elas surgem. Em resumo, você aprende a identificar os instantes de desatenção para retomar o ponto desejado.

4. Cuide do seu sono

A fadiga e a irritabilidade sempre acompanham as manhãs de quem dorme mal. Já percebeu como ficamos com o pavio mais curto após uma noite turbulenta? O resultado não é à toa, já que, com a mente e o corpo cansados, boa parte da motivação vai embora.

Você precisa valorizar o sono se quiser mais empenho e combustível para exercer as tarefas. É claro que cada pessoa tem uma rotina específica, e essas diferenças demandam adaptações. Seguem algumas práticas que ajudam a evitar ou combater a insônia:

  • gastar energia suficiente ao longo do dia;
  • tomar sol diariamente para regular o ciclo circadiano;
  • evitar bebidas estimulantes e alimentos pesados antes de dormir;
  • fazer testes para identificar o seu tempo adequado de descanso;
  • estabelecer horários fixos para deitar e levantar da cama.

5. Faça boas escolhas alimentares

O conhecido conselho dos nutricionistas prova que tem como melhorar a concentração a partir do que você coloca no prato. Quanto mais natural, fresca e variada for a sua dieta, mais tipos de nutrientes o seu corpo vai receber para desempenhar as funções com êxito.

Entenda que a diversidade de produtos é sempre a melhor escolha para fortalecer a imunidade e preservar a saúde. Você também pode incluir, em algumas refeições, ingredientes conhecidos por aumentar o foco. É o caso do cacau, do abacate, dos peixes e da noz-pecã.

Não se esqueça de se hidratar ao longo do dia, pois os líquidos participam da digestão e interferem na absorção dos nutrientes. O ideal é ter sempre uma garrafa de água que acompanhe você no local de trabalho, na faculdade, na academia e até em casa.

6. Mantenha a postura adequada

Sentar e andar corretamente não só previnem a dor nas costas, como também otimizam a respiração. Afinal, ao manter o tronco ereto, o pescoço alinhado e os ombros para trás, você favorece a abertura das vias aéreas para que o oxigênio entre e circule por todo o corpo.

Com o sistema cardiopulmonar funcionando a todo vapor, seu cérebro tem um aumento da oxigenação. Isso se reflete no aumento da capacidade de atenção — boa notícia para quem quer saber como melhorar a concentração —, agilidade de raciocínio e fortalecimento da memória.

Como a boa postura também reduz a tensão sobre os músculos, ajuda a cumprir diferentes tarefas sem desconforto. É um benefício que alimenta o interesse em continuar determinados processos, como estudar ou trabalhar.

7. Estimule a sua mente

Às vezes, nem o maior esforço é suficiente para iniciar ou finalizar uma atividade. Na ocorrência de desânimo, falta de criatividade ou até estresse em relação à rotina, é importante fazer uma pausa e oferecer outros estímulos ao cérebro.

Mudar de ambiente, tomar um café, divertir-se com um jogo e até assistir a vídeos engraçados podem ajudar. Entenda que o objetivo não é substituir os compromissos por momentos de descanso ou lazer, mas incluir breves instantes de descontração entre as tarefas.

Assim, sua mente é nutrida com novidades e informações variadas, o que aguça a imaginação e elimina o tédio. Experimente diversificar os programas e as interações do seu dia a dia. Você verá que esse cuidado pode trazer muita inspiração e vontade de agir.

Junto às dicas, vale a pena eliminar o máximo de distrações do ambiente, como as notificações do celular e de outros aparelhos. Ao aprender como melhorar a concentração, você terá resultados satisfatórios em práticas que vão desde hobbies até estudos em cursos profissionalizantes.

Por falar em estudo, que tal impulsionar os seus conhecimentos com a ajuda da PreparaTODOS? Acesse o site e saiba mais!

Cartão de TODOS

Redator

Cartão de TODOS e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Olá! Como podemos ajudar?