Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Educação financeira 22 de novembro de 2021

Black friday consciente: como aproveitar as promoções de forma responsável e sem se endividar

A educação financeira vem sendo um tema cada vez mais debatido, incentivando as pessoas sobre quando e como gastar dinheiro de forma equilibrada e responsável. Afinal, a forma de utilizar o que se ganha impacta diretamente na qualidade de vida das pessoas. Além disso, em momentos de crise financeira, como o vivido atualmente devido à pandemia do coronavírus, ter uma reserva é fundamental para manter os gastos básicos e não passar por dificuldades. Contudo, uma pesquisa realizada pelo Banco Mundial de Desenvolvimento da América Latina aponta que 53% dos brasileiros poderiam sobreviver por apenas 3 meses se sua renda principal fosse cortada e 30% não teriam condições de se manter por mais de um mês.

Com o fim do ano chegando e a alta de ofertas para as compras natalinas, conseguir se organizar e controlar o impulso de adquirir produtos que não são prioridades na lista de desejos é um desafio. Ainda mais com os descontos expressivos da Black Friday, no mês de novembro. Para evitar endividamento, arrependimentos e outros problemas, o Cartão de TODOS em parceria com a MaisTODOS, plataforma de serviços financeiros populares e de educação financeira, preparam dicas para consumir de forma responsável durante a Black Friday. Acompanhe: 

  1. Cuidado com as compras por impulso: pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas aponta que 60% dos consumidores brasileiros realizam compras por impulso. Em uma Black Friday, então, em que as lojas bombardeiam a todos com ofertas supostamente imperdíveis, a tentação pode ser maior. Assim, é sempre importante tirar alguns minutos para refletir se trata-se de uma compra que você já estava se planejando para fazer ou uma decisão tomada no calor do momento, mas que pode vir a comprometer seu orçamento financeiro. 
  1. Crie uma lista de prioridades: uma forma prudente de aproveitar os descontos expressivos da Black Friday de forma acertada é fazer uma lista prévia de produtos dos quais você realmente precisa e que são indispensáveis em sua rotina, mas que até o momento não deu para comprar. Com essa lista em mãos, analise se ainda dá para cortar alguma coisa, filtrando ainda mais os itens. Feito isso, anote os preços dos produtos antes da Black Friday, e havendo um desconto realmente expressivo na sexta-feira dos descontos, efetive a compra, se o preço final do produto realmente valer muito à pena.
  1. Desconfie de ofertas exorbitantes em lojas desconhecidas: de fato, alguns grandes players do mercado de varejo oferecem descontos que parecem até enganação, mas por possuírem condições exclusivas de negociação com fornecedores e estoques em grande quantidade, eles conseguem sustentar a oferta de forma legítima e idônea. Porém, caso o desconto seja muito abaixo do praticado no mercado em uma loja desconhecida, é fundamental desconfiar, investigar e, possivelmente, não comprar, para não cair em um golpe digital, como o roubo dos dados bancários. Desconfie também de métodos de pagamentos pouco usuais no comércio eletrônico, como transferências bancárias ou Pix para pessoas físicas ou jurídicas suspeitas.
  1. Atenção para a reputação: caso esteja comprando de uma loja que não é tão conhecida, pesquise antes sua reputação em sites como o Reclame Aqui e o Procon. Às vezes, uma simples busca no Google já é suficiente para encontrar denúncias de consumidores lesados e evitar se tornar mais um.
  1. Só compre em sites seguros: para checar isso, basta verificar se há o símbolo de um cadeado ao lado do endereço da página, na barra do navegador. Isso é mais um indicador da confiabilidade do site.
  1. Prefira redes privadas: redes públicas ou de estabelecimentos comerciais podem não ser seguras para fazer transações financeiras. Assim, prefira sempre deixar para fazê-las em redes privadas e domésticas, como a da sua própria casa.
  1. Pratique o consumo consciente: priorize gastos conscientes, ou seja, aqueles para os quais você já se planejou ou, ainda, que trarão benefícios a longo prazo, e não apenas uma satisfação de compra imediata. Outra indicação oportuna é o uso de descontos de Black Friday para aquisição de produtos e serviços essenciais, como saúde, educação, gás de cozinha, telefonia, medicamentos etc. O Cartão de TODOS, por exemplo, irá realizar uma campanha de Black Friday, durante o mês de novembro de 2021, onde a taxa de adesão e as duas primeiras mensalidades custarão apenas R$ 1! E com isso, o filiado terá acesso a serviços e produtos de qualidade com descontos expressivos em setores que realmente são indispensáveis para toda a família e durante o ano inteiro, não apenas na Black Friday.
  1. Não ultrapasse seu limite de orçamento mensal: mesmo que os descontos sejam tentadores e você precise de algum produto ou serviço e esteja aguardando a data da Black Friday, verifique se haverá saldo em sua conta para pagamento de faturas de cartão ou boletos no mês seguinte. De nada adianta pagar mais barato na Black Friday e ter de parcelar a fatura do cartão de crédito de dezembro ou pagar taxas e multas de atraso. Isso certamente tornará a compra muito mais cara e o desconto recebido no ato de compra poderá não ter valido à pena. 

Como fazer um planejamento financeiro durante o ano

Não é apenas diante da tentação da Black Friday que o consumo consciente é indispensável. Elaborar um planejamento financeiro para o ano todo e utilizar a renda de forma assertiva sem ultrapassar o orçamento, tanto diante de uma proposta tentadora de desconto como nos outros meses do ano, é uma maneira assertiva de definir prioridades e não acabar se endividando por um impulso de consumo. Sendo assim, pequenas mudanças de hábitos podem fazer toda a diferença e a MaisTODOS traz ainda 5 dicas que podem ajudar as pessoas a montarem um planejamento financeiro, fazendo o salário durar mais e até mesmo ajudar a poupar. Veja: 

  1. Faça uma planilha com lucros e gastos mensais;
  2. Planeje o uso do salário no decorrer do mês (e isso inclui o mês da Black Friday);
  3. Diminua os gastos desnecessários e corte supérfluos;
  4. Tenha metas e defina prioridades;
  5. Faça uma reserva financeira (com o tempo, o pouco economizado pode se tornar muito).

O planejamento financeiro tem ainda mais eficácia quando associado ao consumo consciente, prática que, entre diversos hábitos, prioriza os itens essenciais no momento da compra e repudia o acúmulo de produtos, tendo em vista que o consumismo pode se transformar em endividamento, afetando o bem-estar das pessoas, podendo causar danos pessoais, emocionais e até mesmo sociais.

Fontes:

Jornal Contábil, InfoMoney, Exame Invest, Veja, Mercado & Consumo, Idec e O Especialista

Cartão de TODOS

Redator

Cartão de TODOS e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Olá! Como podemos ajudar?