Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Saúde feminina 28 de junho de 2021

Aprenda como aliviar os sintomas da TPM com essas boas práticas

Dor de cabeça, fadiga, cólicas e até sensação de intestino irritado costumam acompanhar o quadro de Tensão Pré-Menstrual. Os tipos de efeitos e a intensidade variam de uma mulher para outra. Ainda assim, é de interesse de todas saber como aliviar os sintomas da TPM. Isso porque, em alguns casos, o desconforto pode interferir na […]

Dor de cabeça, fadiga, cólicas e até sensação de intestino irritado costumam acompanhar o quadro de Tensão Pré-Menstrual. Os tipos de efeitos e a intensidade variam de uma mulher para outra. Ainda assim, é de interesse de todas saber como aliviar os sintomas da TPM.

Isso porque, em alguns casos, o desconforto pode interferir na qualidade de vida. É comum que a paciente sinta menos disposição para diferentes atividades, o que inclui o trabalho, o estudo e o lazer. Para muitas pessoas, até o momento de descanso fica difícil nesse período.

Neste post, vou falar mais sobre o assunto e as formas de prevenir complicações. Continue a leitura!

Por que a TPM ocorre?

A Tensão Pré-Menstrual acontece por conta de alterações hormonais que causam instabilidade em todo o organismo. Como a duração do ciclo varia entre as mulheres, é normal que a TPM surja em etapas distintas. Em geral, esse período ocorre cerca de 5 dias antes da menstruação.

Para entender melhor, é preciso lembrar que o ciclo natural de uma mulher saudável engloba diferentes fases. A primeira é a folicular e começa junto da menstruação. Como o hormônio que predomina nessa etapa é o estrogênio, a pessoa tende a sentir mais energia e disposição.

Quando a menstruação termina, começa a ovulação (fase fértil), momento em que mulher percebe aumento da libido e da lubrificação vaginal. É o período de preparo para a fecundação do óvulo, que garantirá as melhores condições para uma futura gestação.

Em seguida, o corpo passa para a fase lútea, que envolve maior produção de progesterona para facilitar a implantação de um possível embrião. É esse hormônio que causa boa parte dos sintomas indesejados, fazendo com que a mulher enfrente alterações do tipo:

  • físico — acne, aumento de peso, fome em excesso ou em falta, distensão abdominal, inchaço nas mamas, sonolência, dor de cabeça, dor no baixo ventre, cansaço geral;
  • emocional — tristeza sem motivo, irritabilidade, dificuldade de concentração, insônia, estresse, depressão e ansiedade.

Os efeitos desagradáveis tendem a ser mais intensos no primeiro e segundo dia da Tensão Pré-Menstrual, mas há quem sofra com eles ao longo da menstruação. E como é um quadro que acomete mulheres em idade fértil, a TPM começa a diminuir com a chegada do climatério e desaparece com a menopausa.

Como aliviar os sintomas da TPM?

O período envolve sentimentos e sensações específicos para cada mulher. Ainda que o organismo reaja de maneira distinta aos hormônios, você pode adotar práticas que geram benefícios à saúde como um todo. Veja quais são elas.

Mudar hábitos ruins

O consumo excessivo de sal e de bebidas estimulantes, como o café, deve ser evitado na TPM. Substâncias como o álcool também alteram o funcionamento do corpo, fazendo com que o período fique mais difícil para muitas mulheres.

Quem costuma ter cólica menstrual, por exemplo, deve eliminar condimentos e produtos industrializados da alimentação. Também é importante manter o corpo hidratado e aumentar a ingestão de água nos dias que antecedem a Tensão Pré-menstrual. Isso vai ajudar a limpar o organismo, amenizando o inchaço e o aparecimento de espinhas.

Praticar exercícios físicos

Musculação, aeróbico, corrida e até alongamentos prolongados ajudam a manter o corpo em movimento. Com essas atividades, reduzimos a tensão acumulada ao longo dos dias e potencializamos a liberação de endorfinas, que promovem bem-estar.

Não é à toa que a prática regular de exercícios está entre as dicas de como aliviar os sintomas da TPM. Se você não tem o costume de caminhar um pouco todos os dias, comece. Também vale testar diversas modalidades, desde dança até pular corda, até encontrar algo prazeroso.

Manter uma dieta equilibrada

A alimentação saudável também tem papel importante para equilibrar os níveis hormonais e fazer com que cada órgão trabalhe da melhor maneira. Ou seja, quem tem queixas relacionadas a sintomas da TPM precisa, quanto antes, rever os hábitos alimentares.

Produtos naturais são os melhores amigos das mulheres, seja no período anterior ou durante a menstruação. Isso porque oferecem nutrientes essenciais, incluindo vitaminas e minerais, colaborando para o aumento da imunidade e da energia.

Fazer atividades relaxantes

O autocuidado é muito importante na fase que antecede a menstruação. Afinal, esse período costuma deixar a pessoa desanimada, o que pode impactar negativamente na sua autoestima. Embora nem sempre seja possível pausar as atividades diárias, é importante que a mulher desacelere.

Investir em atividades tranquilas é uma boa forma de se sentir cuidada. Assistir a um filme, escutar uma música agradável ou apenas curtir a companhia de alguém querido já ajuda. Nas áreas com dor, a aplicação de compressas quentes pode favorecer o relaxamento da musculatura e atenuar o desconforto.

Usar chás e medicamentos

Bebidas leves e quentes, como as infusões de camomila, são ótimas para amenizar o estresse e as dores pelo corpo. Em alguns casos, no entanto, apenas remédios darão alívio para que a paciente retome sua rotina com o mínimo conforto.

Procure orientação antes de comprar qualquer medicamento. As opções podem variar entre comprimidos para dor e uso de anticoncepcionais orais. Seja qual for a situação, apenas um médico poderá avaliar o quadro para discutir as alternativas e encontrar a melhor solução.

Por que visitar o ginecologista?

A consulta ao médico deve fazer parte da busca de como aliviar os sintomas da TPM, principalmente quando as alterações vividas nesse período são muito intensas. O ginecologista é o profissional mais recomendado para avaliar e cuidar da saúde reprodutiva da mulher.

Com visitas regulares ao médico, é possível conversar sobre os efeitos da Tensão Pré-Menstrual e identificar problemas relacionados. Um especialista saberá indicar os melhores tratamentos para controle dos sintomas, bem como orientar sobre as práticas mais adequadas.

As consultas ao ginecologista também devem ser aproveitadas para a realização de procedimentos importantes, como o exame de Papanicolau. A periodicidade vai depender da idade e do estilo de vida de cada mulher, mas todas devem valorizar o acompanhamento para diagnosticar possíveis doenças.

Agora você sabe como aliviar os sintomas da TPM e pode combinar práticas distintas em sua rotina. Lembre-se de que o apoio dos profissionais da saúde é crucial para lidar com efeitos indesejados e manter a qualidade de vida. Então, não deixe de contar com um médico de confiança sempre que precisar.

Se gostou deste artigo, siga os perfis do Cartão de TODOS nas redes sociais para conferir outros conteúdos sobre saúde. Acesse agora as contas no Instagram e no Facebook.

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?