Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Poluição 18 de maio de 2020

A pandemia e a poluição do ar

O aparecimento do Coronavírus vem nos ensinando que tudo tem dois lados, o negativo e o positivo. É fato que as perdas foram e continuarão sendo grandes até que se encontre uma vacina ou um tratamento para combater a Covid-19. Mas a pandemia, que colocou um terço da população mundial em quarentena, trouxe algumas vantagens […]

O aparecimento do Coronavírus vem nos ensinando que tudo tem dois lados, o negativo e o positivo. É fato que as perdas foram e continuarão sendo grandes até que se encontre uma vacina ou um tratamento para combater a Covid-19. Mas a pandemia, que colocou um terço da população mundial em quarentena, trouxe algumas vantagens para o meio ambiente.

A maior mudança foi a redução da poluição atmosférica. Com menos fábricas funcionando e automóveis nas ruas, a diminuição na emissão de poluentes foi confirmada por satélites em várias regiões do mundo, incluindo países como o Brasil, os Estados Unidos, a China e a Itália.

Alguns moradores do norte da Índia puderam até ver parte da Cordilheira de Dhauladhar, no Himalaia, pela primeira vez. O fenômeno não acontecia desde a Segunda Guerra Mundial, em razão do alto índice de poluição atmosférica no país.

Fabrício Alvim Carvalho, professor do Programa de Pós-graduação em Ecologia, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), esclareceu que as medidas de quarentena estão sendo positivas não só para a sociedade, mas para a fauna e flora silvestres. “É nítida a diminuição da exposição humana à poluição ambiental. Consequentemente, diminui-se também os problemas respiratórios relacionados. De certa maneira, também é positivo para a fauna silvestre, igualmente exposta a essas elevadas concentrações de gases”, afirmou o especialista ao portal de notícias da UFJF.

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?