Peça agora o seu cartão também pelo telefone: 0800 729 2071

Empregabilidade 19 de abril de 2021

5 dicas para dar um feedback de reforço!

Você já ouviu a palavra feedback? Feed, em inglês, significa “alimentar” e Back, “de volta”. Assim, dar um feedback nada mais é do que dar uma opinião, um retorno, ou seja, avaliar aquilo que foi feito. Se queremos desenvolver um trabalho de excelência, é fundamental que haja o feedback. A grande questão é que, quando […]

Você já ouviu a palavra feedback? Feed, em inglês, significa “alimentar” e Back, “de volta”. Assim, dar um feedback nada mais é do que dar uma opinião, um retorno, ou seja, avaliar aquilo que foi feito.

Se queremos desenvolver um trabalho de excelência, é fundamental que haja o feedback. A grande questão é que, quando pensamos em avaliar o trabalho de um colega, temos o hábito de apenas sinalizar os “defeitos”.

De fato, para que haja o crescimento e a evolução, tanto do profissional quanto da empresa, é importante que sejam apontados os pontos que precisam melhorar. 

Mas e os aspectos que já alcançaram um desempenho satisfatório?

O feedback de reforço

Existem dois tipos de feedback: o de reforço e o de redirecionamento. Vamos entender cada um deles.

O feedback de redirecionamento é o mais conhecido, ou seja, aquele que aponta os problemas a serem resolvidos, seja em uma determinada entrega ou no perfil comportamental e/ou relacional de um colaborador. Ele é sim fundamental para que haja crescimento, mas não deve ser o único a ser abordado.

Por isso, temos que estar atentos ao feedback de reforço, que é tão ou mais importante que o anterior. Aqui, o líder vai indicar para o colaborador os pontos em que o seu desempenho já alcançou o padrão de excelência desejado.

É válido dizer que, em geral, essa é uma conversa entre a liderança e profissional, no entanto, os próprios colegas podem e devem dar esse retorno uns para os outros. Quando trabalhamos juntos, formamos um time que trabalha unido rumo a um mesmo objetivo. Por isso, é muito importante que desejemos o crescimento uns dos outros. Só assim poderemos alcançar objetivos cada vez maiores e obter resultados surpreendentes.

E por que o feedback de reforço é tão importante?

Porque queremos um ambiente de trabalho produtivo e construtivo e, para isso, é importante que a equipe se sinta valorizada e estimulada. 

Dicas para um bom feedback de reforço:

  • Escolha o momento e o lugar certo

O feedback de reforço não deve ser feito de qualquer jeito. Se elaboramos um bom contexto na hora de criticar, também precisamos fazer na hora de elogiar. Por isso, escolha um lugar calmo e reservado, em que a atenção esteja voltada apenas para a conversa.

  • Aponte fatos concretos

O nosso cérebro compreende e responde melhor a informações concretas. Então, não basta dizer coisas como “você melhorou muito” ou “é perceptível a sua evolução”... É importante apontar concretamente o que melhorou: “você está conseguindo fechar mais contratos”, “você superou a meta” ou ainda “você trouxe uma solução excelente para o problema tal” etc.

  • Não faça comparações

Por melhor que seja a intenção, evite ao máximo comparar os seus colaboradores, seja de forma positiva ou negativa. Os frutos deste tipo de recurso nunca são positivos, podendo gerar competitividade excessiva, problemas de autoestima e relações tóxicas no ambiente de trabalho.

  • Seja frequente

Não adianta reclamar todo dia e elogiar uma vez por ano. Se queremos uma equipe saudável e estimulada, precisamos avaliar os colaboradores com frequência, mostrando os pontos positivos e o crescimento de cada um deles.

  • Autoconhecimento sempre

O que mais nos faz crescer é o autoconhecimento. Mais do que esperar que alguém nos diga nossos pontos fortes e fracos, é fundamental que saibamos reconhecê-los e, assim, possamos trabalhá-los de forma positiva. 

Esperamos que essas dicas ajudem você a arrasar nos feedbacks de reforço!

Confira já todos nossos Cursos Online EAD com certificado

Cartão de TODOS

Redator

Olá! Como podemos ajudar?